Contos infantis em tempo de pandemia

quando disseram a Alice
que nos dias de hoje
quanto maior
a distância maior
o amor
ela julgou estar
do lado
errado
do espelho

Contos infantis em tempo de pandemia

Desta vez, o espelho
disse à Bruxa Má
que a beleza física
é uma característica sobrevalorizada
evitando assim uma série
de eventos catastróficos que
levariam a Branca de
Neve aos cuidados intensivos

Polígrafo

quanto mais

me mentes

mais eu gosto

de

ti

Retalhos de um hino cantado pelo coração quando quis fazer de ti o meu país

emoção valente,

imortal

O trabalho de Sísifo em tempo de pandemia

Tenho os dias
on repeat

loop, GIF
prisão

alguém estragou
o botão

Contos infantis em tempo de pandemia

diagnosticada com Síndrome de Estocolmo
após anos de terapia
e dando conta de um possível
fim do mundo
a Bela decidiu deixar
o Monstro

Penélope deixa um bilhete a Ulisses à porta de casa

Quando chegares, descalça-te e desinfecta as mãos.
Sabem os deuses por onde andaste.

Contos infantis em tempo de pandemia

impedida de ir ao baile
a Cinderela
vestiu o fato de treino
abriu uma boa
garrafa de vinho
e bebeu-a
sozinha
num copo de cristal

Contos infantis em tempo de pandemia

Internada numa unidade
de cuidados intensivos
a Bela Adormecida
sonhava com a
chegada do príncipe
vestido de branco

Ao acordar do
coma induzido – dias
depois – não sentiu
o suave toque
dos lábios dele
nos seus, mas
o frio diafragma
do estetoscópio Littman
auscultando-lhe o coração

Contos infantis em tempo de pandemia

de modo a respeitar
as regras da quarentena
a Capuchinho-Vermelho
encomendou a comida
para a avó
pela Uber Eats

mal sabia ela
que o entregador
era o Lobo Mau