Categoria: Sem categoria

Literatura

Disseram-me, no outro dia, que os poetas

falam muito dos desgostos de amor

Não respondi

mas devia

ter dito que sem desgostos 

– de amor ou não –

não haveria literatura.

Se é felicidade que procuras

lê livros de auto-ajuda

conta mentiras ao espelho

até que ele te repita verdades.

Ou abre uma garrafa de vinho

saboreia o travo amargo e aguarda que as palavras

te cheguem à boca. 

Verás: a literatura é tudo o que

não conseguimos digerir

Língua

labareda
dançante

que queima
na mesma proporção
que arrepia

Entre a carne e a poesia (há o osso)

Celestino era talhante nos dias úteis e poeta nos fins-de-semana. Depois de uma semana a esquartejar carcaças, chegou a casa, lavou bem as mãos, garantiu não ter sangue nenhum debaixo das unhas, pegou na caneta – como se pegasse num cutelo – e apontou no papel aquilo que lhe pareceu uma boa conclusão para um poema:

Cuidado
Sei manejar objectos cortantes

Contos infantis em tempo de pandemia

Ao Rui Rocha

cada um na sua casa
seguindo as recomendações
da DGS
os Três Porquinhos
olhavam a rua
das respectivas janelas

não tardou muito
até que a GNR
fosse contactada:
havia um Lobo Mau
a furar a quarentena

Contos infantis em tempo de pandemia

quando disseram a Alice
que nos dias de hoje
quanto maior
a distância maior
o amor
ela julgou estar
do lado
errado
do espelho

Contos infantis em tempo de pandemia

Desta vez, o espelho
disse à Bruxa Má
que a beleza física
é uma característica sobrevalorizada
evitando assim uma série
de eventos catastróficos que
levariam a Branca de
Neve aos cuidados intensivos

Polígrafo

quanto mais

me mentes

mais eu gosto

de

ti

Retalhos de um hino cantado pelo coração quando quis fazer de ti o meu país

emoção valente,

imortal

O trabalho de Sísifo em tempo de pandemia

Tenho os dias
on repeat

loop, GIF
prisão

alguém estragou
o botão

Contos infantis em tempo de pandemia

diagnosticada com Síndrome de Estocolmo
após anos de terapia
e dando conta de um possível
fim do mundo
a Bela decidiu deixar
o Monstro